Pular para o conteúdo principal

TerŞarau de 15 de novembro

Nesta terça-feira, 15, realizamos a edição de novembro do TerŞarau, na qual abordamos o tema "Contar histórias".

O escritor Pablo Antunes interpretou textos em versos e prosa de autores que compreenderam a importância de contar histórias para o desenvolvimento do que há de mais humano em nós.

Uma vez que são as histórias contadas, e não dados estatísticos ou a descrição de processos, que nos tocam emocionalmente, percorremos uma trilha por entre os conhecimentos proporcionados pela psicanálise, pelo estudo dos mitos, pelas teorias de desenvolvimento humano, pela publicidade, pelos estudos históricos, entre outros.

Como era de se esperar, tivemos um prazeroso momento compartilhando histórias e refletindo a respeito deste tema tão lúdico, pedagógico e envolvente. 

No final, mais uma vez, nos juntamos em uma agradável conversa para compartilharmos ideias, experiências e diferentes pontos de vista.



Agradeço ao público que compareceu ao Aroma Literário para prestigiar o evento.

Os poemas e textos recitados e declamados foram os seguintes:
"Uma história em busca de quem a escute" de A. K. Ramanujan
"Pecado Original" de Álvaro de Campos (heterônimo de Fernando Pessoa)
"Igual-Desigual" de Carlos Drummond de Andrade
"Técnicas de Narrador" de Gabriel García Marquez
"Conto de Fadas" de Florbela Espanca
"Para Todo o Sempre" de Saúl Dias
"O Ferrador de Cavalos" de Lêdo Ivo
"Convite" de José Paulo Paes
"Duas histórias" de Luis Fernando Verissimo
"Estória do aparelho azul-pombinho" de Cora Coralina
"O livro sobre nada" de Manoel de Barros

O próximo TerŞarau prestará uma homenagem a um dos mais importantes poetas do Brasil. Acontecerá na terça-feira, 20 de dezembro às 19h30, apenas um dia após a data que marcaria o seu centésimo aniversário. 
Portanto, o próximo tema será: "O centenário de Manoel de Barros". Como sempre, no Aroma Literário.

Acompanhe o TerŞarau e veja mais fotos na fanpage:
https://facebook.com/tersarau

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Poligamia" no Clube do Livro de Canela

Mais uma vez quero externar o meu agradecimento a todas as pessoas que compareceram ao encontro promovido pelo Clube do Livro de Canela para debater a minha mais recente publicação, Poligamia Ou O Amor Maior, nesta quinta-feira, 25 de janeiro. Foi ótimo perceber as diferentes leituras realizadas, e a maneira como o texto toca cada um dos leitores.

O livro Poligamia Ou O Amor Maior está disponível em edição impressa e digital.

Para encomendar o seu exemplar autografado diretamente com o autor, envie uma mensagem para o e-mail pablofnantunes@gmail.com ou via facebook.com/literomaquia

A edição digital está à venda em: https://www.amazon.com.br/dp/B075GH8V4X/










Visite a fanpage do livro: facebook.com/poligamiapabloantunes

Debate no Clube do Livro de Canela

Em janeiro, o Clube do Livro de Canela abre a nova temporada com o debate do livro Poligamia Ou O Amor Maior do escritor e psicólogo Pablo Antunes, radicado em Canela há cinco anos.

O encontro se dará na última quinta-feira de janeiro, dia 25 às 19h30, no Aroma Literário (Rua Visconde de Mauá, 641, Centro, Canela/RS).

Todos estão convidados a comparecer e debater, porque, muito mais do que um livro sobre poligamia, esta é uma obra que trata do amor. O livro desconstrói a ideia de que há uma maneira certa de amar, afinal é a partir da vivência de cada que se descobre como encontrar em si e para si o amor maior.

Em formato eletrônico, o livro está disponível em: 
https://www.amazon.com.br/dp/B075GH8V4X

O impresso é encontrado em: 
https://www.amazon.com/dp/1973570572

"O Grande Irmão" vai escolher o seu próximo presidente

Este texto é a minha mais recente colaboração com o Observatório da Imprensa. Convido-os à leitura.

"O Grande Irmão" vai escolher o seu próximo presidente
Por Pablo Antunes em 16/10/2017 na edição 962

"À medida que o tempo passa nos aproximamos do futurístico ano de 1984. Toda a contagem de tempo é uma abstração racional do ser humano para entender a natureza, por isso pouco importa se estamos em 2017, em 5778, em 1438 ou no ano do Galo de Fogo. O que nos interessa neste período histórico é que estamos cada vez mais próximos do controle social antecipado, talvez profetizado, pelo escritor George Orwell em sua famosa obra de ficção científica.

O xadrez político das democracias ganhou uma nova peça que se move com a leveza de uma rainha em meio a peões distraídos. Atuando no caro mercado das campanhas eleitorais desde 2013, a Cambridge Analytica deve chegar com força para operar nas eleições presidenciais brasileiras de 2018. Essa companhia britânica utiliza análise de dados …