Pular para o conteúdo principal

Novo livro: "Contos Perigosos"

Reunindo sete contos e um poema, o meu segundo livro, cujo título é Contos Perigosos, será lançado em fevereiro de 2015 pelo selo Redondeza Contos da Editora Multifoco.

A quem são estes contos perigosos? Àqueles que temem qualquer coisa que lhes fuja da mínima situação de conforto e segurança? Aos que mantêm a frágil ilusão de algum controle na vida? A quem acredita nas próprias mentiras que conta para si? Aos que entendem que o trabalho criativo pode ser rotulado e classificado em categorias estanques? Ou para aqueles que acreditam que as suas teorias podem explicar tudo o que houve, o que há e o que haverá? Talvez para aqueles que estejam certos de que a censura e o controle sejam a solução para abafar os questionamentos que tanto os amedrontam e para os quais não encontram respostas? Ou ainda para aqueles que estão descobrindo que viver é estar à mercê do imponderável em um jogo em que a ética e a moral são conceitos humanos e não naturais? Ou para o autor que expõe o seu mundo interior, o seu avesso, como quem conta o seu sonho mais vexatório? Estes são contos perigosos para quem? Se ainda não souberes, cuidado, porque, em algum momento, eles podem ferir.

São eles: 
A mãe do pintor
Coelho e Guerra
O escândalo de Dmitri Trimidt
O pai que não foi
Sob escuras tintas
Como se fosse o mundo inteiro, como se fosse nada
Naqueles dias devassos em que a vida dançava agarrada à morte
Eu Pablo.

Sete contos e um poema. Contos perigosos. Poemas infiltrados nos contos. Versos e frases coabitando em relações perigosas. Triângulos desafiadores entre o drama, a prosa e a poesia. Estes são contos perigosos. Foste avisado.


Acompanhe a fanpage de Contos Perigosos em facebook.com/contosperigosos.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Poligamia" no Clube do Livro de Canela

Mais uma vez quero externar o meu agradecimento a todas as pessoas que compareceram ao encontro promovido pelo Clube do Livro de Canela para debater a minha mais recente publicação, Poligamia Ou O Amor Maior, nesta quinta-feira, 25 de janeiro. Foi ótimo perceber as diferentes leituras realizadas, e a maneira como o texto toca cada um dos leitores.

O livro Poligamia Ou O Amor Maior está disponível em edição impressa e digital.

Para encomendar o seu exemplar autografado diretamente com o autor, envie uma mensagem para o e-mail pablofnantunes@gmail.com ou via facebook.com/literomaquia

A edição digital está à venda em: https://www.amazon.com.br/dp/B075GH8V4X/










Visite a fanpage do livro: facebook.com/poligamiapabloantunes

Debate no Clube do Livro de Canela

Em janeiro, o Clube do Livro de Canela abre a nova temporada com o debate do livro Poligamia Ou O Amor Maior do escritor e psicólogo Pablo Antunes, radicado em Canela há cinco anos.

O encontro se dará na última quinta-feira de janeiro, dia 25 às 19h30, no Aroma Literário (Rua Visconde de Mauá, 641, Centro, Canela/RS).

Todos estão convidados a comparecer e debater, porque, muito mais do que um livro sobre poligamia, esta é uma obra que trata do amor. O livro desconstrói a ideia de que há uma maneira certa de amar, afinal é a partir da vivência de cada que se descobre como encontrar em si e para si o amor maior.

Em formato eletrônico, o livro está disponível em: 
https://www.amazon.com.br/dp/B075GH8V4X

O impresso é encontrado em: 
https://www.amazon.com/dp/1973570572

"O Grande Irmão" vai escolher o seu próximo presidente

Este texto é a minha mais recente colaboração com o Observatório da Imprensa. Convido-os à leitura.

"O Grande Irmão" vai escolher o seu próximo presidente
Por Pablo Antunes em 16/10/2017 na edição 962

"À medida que o tempo passa nos aproximamos do futurístico ano de 1984. Toda a contagem de tempo é uma abstração racional do ser humano para entender a natureza, por isso pouco importa se estamos em 2017, em 5778, em 1438 ou no ano do Galo de Fogo. O que nos interessa neste período histórico é que estamos cada vez mais próximos do controle social antecipado, talvez profetizado, pelo escritor George Orwell em sua famosa obra de ficção científica.

O xadrez político das democracias ganhou uma nova peça que se move com a leveza de uma rainha em meio a peões distraídos. Atuando no caro mercado das campanhas eleitorais desde 2013, a Cambridge Analytica deve chegar com força para operar nas eleições presidenciais brasileiras de 2018. Essa companhia britânica utiliza análise de dados …