Pular para o conteúdo principal

Projeto Autor Presente do IEL/RS

É com satisfação que informo que, neste mês de julho de 2014, fui incluído como escritor no Projeto Autor Presente do Instituto Estadual do Livro do Rio Grande do Sul, que leva o autor a estar mais próximo de seus leitores. Isso significa o contato direto do escritor em atividades culturais com instituições como escolas, bibliotecas, penitenciárias, entre outras.



O catálogo atualizado de escritores pode ser acessado no link: https://docs.google.com/file/d/0BwvERiEMC1DwZUYtMXBNcUNpWVk/edit

Abaixo, transcrevo a apresentação do projeto, conforme consta no blog do mesmo:
"  Criado em 1972, o Projeto Autor Presente, do Instituto Estadual do Livro (IEL), órgão da Secretaria de Estado da Cultura doRio Grande do Sul, caracteriza-se por promover a leitura e a literatura gaúcha a partir de encontros entre escritores e seu público.
   Nestes 41 anos de atividade, o projeto já apresentou diversos formatos, mas basicamente não perdeu a característica de seu momento de criação, no qual Lígia Averbuck (diretora do Instituto entre 1972-76 e 1979-80), juntamente com qualificado grupo de apoiadores, empreendeu suas energias levando escritores gaúchos para encontros com leitores, fossem eles do âmbito escolar ou da comunidade em geral.
   Nos últimos anos, vem sendo mantido o vigor dos primeiros momentos: é feita a leitura prévia da obra do(a) escritor(a) convidado(a) e são desenvolvidas atividades que estimulam a fruição, a criatividade, o aumento do repertório de leituras e a promoção da cidadania. Além disso, a abrangência do projeto não se reduz a instituições escolares, mas contempla bibliotecas públicas e comunitárias, Pontos de Cultura e Leitura, Penitenciárias, Fundações de Atendimento Sócio Educativo (Fase) e lares para idosos.
   Se você ou instituição a que você pertence possuem interesse em integrar o projeto, fique atento aos períodos de inscrição ou entre em contato com a coordenação do Autor Presente pelo e-mail autorpresente@gmail.com ".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Poligamia" no Clube do Livro de Canela

Mais uma vez quero externar o meu agradecimento a todas as pessoas que compareceram ao encontro promovido pelo Clube do Livro de Canela para debater a minha mais recente publicação, Poligamia Ou O Amor Maior, nesta quinta-feira, 25 de janeiro. Foi ótimo perceber as diferentes leituras realizadas, e a maneira como o texto toca cada um dos leitores.

O livro Poligamia Ou O Amor Maior está disponível em edição impressa e digital.

Para encomendar o seu exemplar autografado diretamente com o autor, envie uma mensagem para o e-mail pablofnantunes@gmail.com ou via facebook.com/literomaquia

A edição digital está à venda em: https://www.amazon.com.br/dp/B075GH8V4X/










Visite a fanpage do livro: facebook.com/poligamiapabloantunes

Debate no Clube do Livro de Canela

Em janeiro, o Clube do Livro de Canela abre a nova temporada com o debate do livro Poligamia Ou O Amor Maior do escritor e psicólogo Pablo Antunes, radicado em Canela há cinco anos.

O encontro se dará na última quinta-feira de janeiro, dia 25 às 19h30, no Aroma Literário (Rua Visconde de Mauá, 641, Centro, Canela/RS).

Todos estão convidados a comparecer e debater, porque, muito mais do que um livro sobre poligamia, esta é uma obra que trata do amor. O livro desconstrói a ideia de que há uma maneira certa de amar, afinal é a partir da vivência de cada que se descobre como encontrar em si e para si o amor maior.

Em formato eletrônico, o livro está disponível em: 
https://www.amazon.com.br/dp/B075GH8V4X

O impresso é encontrado em: 
https://www.amazon.com/dp/1973570572

"O Grande Irmão" vai escolher o seu próximo presidente

Este texto é a minha mais recente colaboração com o Observatório da Imprensa. Convido-os à leitura.

"O Grande Irmão" vai escolher o seu próximo presidente
Por Pablo Antunes em 16/10/2017 na edição 962

"À medida que o tempo passa nos aproximamos do futurístico ano de 1984. Toda a contagem de tempo é uma abstração racional do ser humano para entender a natureza, por isso pouco importa se estamos em 2017, em 5778, em 1438 ou no ano do Galo de Fogo. O que nos interessa neste período histórico é que estamos cada vez mais próximos do controle social antecipado, talvez profetizado, pelo escritor George Orwell em sua famosa obra de ficção científica.

O xadrez político das democracias ganhou uma nova peça que se move com a leveza de uma rainha em meio a peões distraídos. Atuando no caro mercado das campanhas eleitorais desde 2013, a Cambridge Analytica deve chegar com força para operar nas eleições presidenciais brasileiras de 2018. Essa companhia britânica utiliza análise de dados …