Pular para o conteúdo principal

Projeto Autor Presente do IEL/RS

É com satisfação que informo que, neste mês de julho de 2014, fui incluído como escritor no Projeto Autor Presente do Instituto Estadual do Livro do Rio Grande do Sul, que leva o autor a estar mais próximo de seus leitores. Isso significa o contato direto do escritor em atividades culturais com instituições como escolas, bibliotecas, penitenciárias, entre outras.



O catálogo atualizado de escritores pode ser acessado no link: https://docs.google.com/file/d/0BwvERiEMC1DwZUYtMXBNcUNpWVk/edit

Abaixo, transcrevo a apresentação do projeto, conforme consta no blog do mesmo:
"  Criado em 1972, o Projeto Autor Presente, do Instituto Estadual do Livro (IEL), órgão da Secretaria de Estado da Cultura doRio Grande do Sul, caracteriza-se por promover a leitura e a literatura gaúcha a partir de encontros entre escritores e seu público.
   Nestes 41 anos de atividade, o projeto já apresentou diversos formatos, mas basicamente não perdeu a característica de seu momento de criação, no qual Lígia Averbuck (diretora do Instituto entre 1972-76 e 1979-80), juntamente com qualificado grupo de apoiadores, empreendeu suas energias levando escritores gaúchos para encontros com leitores, fossem eles do âmbito escolar ou da comunidade em geral.
   Nos últimos anos, vem sendo mantido o vigor dos primeiros momentos: é feita a leitura prévia da obra do(a) escritor(a) convidado(a) e são desenvolvidas atividades que estimulam a fruição, a criatividade, o aumento do repertório de leituras e a promoção da cidadania. Além disso, a abrangência do projeto não se reduz a instituições escolares, mas contempla bibliotecas públicas e comunitárias, Pontos de Cultura e Leitura, Penitenciárias, Fundações de Atendimento Sócio Educativo (Fase) e lares para idosos.
   Se você ou instituição a que você pertence possuem interesse em integrar o projeto, fique atento aos períodos de inscrição ou entre em contato com a coordenação do Autor Presente pelo e-mail autorpresente@gmail.com ".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Temer tira a grande imprensa do vermelho

Este texto é a minha mais recente colaboração com o Observatório da Imprensa. Convido-os à leitura.

"Temer tira a grande imprensa do vermelho"
Por Pablo Antunes em 13/10/2016 na edição 923

"Há anos, cientistas políticos alertam que o pior de um presidencialismo de coalizão é a pulverização de favores a líderes políticos de diversos partidos em um troca-troca que envolve ministérios, secretarias e cargos de chefia em estatais em favor de apoio nas casas parlamentares e no aparelhamento do Estado.

A esse tenebroso cenário se soma uma outra coalizão que em nada respeita o direito do cidadão à informação e à liberdade de expressão. Desde que assumiu a presidência da república, interinamente, depois definitivamente, o governo Michel Temer elevou, sem qualquer constrangimento, as verbas publicitárias para a grande mídia oligárquica que produz as manchetes que informam e desinformam a maior parte da população brasileira. Essas empresas são: as Organizações Globo, as editoras Abril…

A mulher nua

Havia uma mulher nua na esquina. Vi de relance. Vi quase não vendo nada. A mulher nua estava em uma esquina; eu, na outra. Nossas trajetórias se encontraram na mesma rua, uma linha reta, mas com o pouco que vi, apenas percebi que ela estava nua. Duas ruas transversais nos separavam. Eu seguia um caminho, ela o cruzava em disparada. Tivesse eu passado trinta segundos antes, ou tivesse ela se atrasado meio minuto, estaríamos de frente um para o outro. Uma rota de colisão. Estivéssemos tão próximos, poderia lhe perguntar o porquê de estar nua. Por que estava nua na rua, mulher? O fato não teve outra testemunha. Toda a nudez foi apenas para os meus olhos. Foi tão rápido, uma correria, e meus olhos não enxergam muito bem à distância. Não sei se era bonita. A pele era branca, mas não era leitosa. Talvez gostasse de praia. A mulher nua talvez passasse horas no sol defronte ao mar. A morenice que os genes não lhe deram, haveria o sol de tratar. A mulher estava nua, mas não percebi marcas de bi…

TerŞarau de 16 de maio

Nesta terça-feira, 16/05, realizamos a edição do TerŞarau que abordou o tema "Ilusões" com interpretações do escritor Pablo Antunes e da artista plástica Giovana Vazatta.

No restaurante-café Josephina, em Gramado/RS, mais uma vez fomos muito bem acolhidos na casa gramadense do TerŞarau, onde tratamos do tema a partir dos enfoques das artes, da filosofia, da psicologia, da psicanálise, entre outros saberes.


Agradecemos a todo o público presente nessa noite tão especial para prestigiar o evento, especialmente ao Clube de Leitura da livraria Manas de Igrejinha/RS, que nos cedeu a maioria das fotografias registradas nessa noite.


Os poemas e textos recitados e declamados foram os seguintes:
“Vida ilusória” de Henry David Thoreau 
“A ilusão do imigrante” de Carlos Drummond de Andrade
“Conta a lenda que dormia” de Fernando Pessoa
“Quem sou eu além daquele que fui?” de Christian Gurtner
“A Parada da Ilusão” de João do Rio.
“Perdi os meus fantásticos Castelos” de Florbela Espanca.
“Ilusão Perd…